Você está aqui: Página Inicial > Notícias > FIREBIRD, Equipe do Curso Técnico de Automação Industrial, participa da competição Fórmula Drone SAE Brasil
conteúdo

Destaques

FIREBIRD, Equipe do Curso Técnico de Automação Industrial, participa da competição Fórmula Drone SAE Brasil

publicado: 03/10/2018 17h56, última modificação: 17/12/2018 18h45

Entre os dias 06 e 10 de setembro de 2018, a equipe Firebird, formada por alunos do Curso Técnico Integrado de Automação Industrial do campus Ouro Preto, participou da Competição Fórmula Drone SAE Brasil, em Itajubá - MG. O evento foi realizada nas dependências da Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI),

O Projeto Fórmula Drone tem por objetivo estimular a difusão e o intercâmbio de técnicas e conhecimentos de engenharia de sistemas aplicada à operação de aeronaves de asas rotativas tipo drone, através de aplicações práticas e da competição entre equipes.O público alvo da Fórmula Drone são alunos e professores de escolas públicas ou particulares do ensino profissional médio técnico.

Firebird 1

Quinze alunos do curso Técnico Integrado de Automação Industrial uniram-se em outubro do ano passado e criaram a equipe Firebird, que tem como foco a construção de drones para participação em competições. Desde então, contando com o apoio da Coordenadoria do Curso de Automação Industrial, CODAAUT. A equipe teve diversos desafios a vencer, desde a gestão de um projeto deste porte à aquisição e construção de dois drones.

Nas palavras do capitão da equipe, Gabriel Toffanetto França da Rocha, "a competição trouxe a nós uma gama imensurável de conhecimentos, a partir da comunicação com as demais equipes, e também da breve conversa com o capitão da equipe Black Bee da UNIFEI. Acredito também que obtivemos maturidade para participar de futuras competições, como a Fórmula Drone 2019, melhorando nossa logística e organização para as mesmas."

Firebird-3Já para a orientadora, Sílvia Grasiella Moreira Almeida, "a experiência dos alunos foi fantástica e a minha também. A ideia foi uma iniciativa dos alunos, que encararam o desafio de colocar um drone para voar sem ter nenhuma experiência prévia nesse sentido. Buscaram patrocínio, apoio técnico, conhecimentos, coragem, tempo e conseguiram. Minha expectativa é que a equipe continue seu trabalho, que é extremamente importante para estimular os alunos em seus estudos e vida profissional futura."