Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Informativo Setor de Saúde - ONU e OMS: 30 anos de luta contra a AIDS
conteúdo

Notícias

Informativo Setor de Saúde - ONU e OMS: 30 anos de luta contra a AIDS

publicado: 06/12/2018 09h27, última modificação: 06/12/2018 09h27

Há 30 anos, no dia 27 de outubro de 1988, a Assembleia Geral da ONU e a Organização Mundial de Saúde instituíram o dia 1º de dezembro como o Dia Mundial de Luta contra a AIDS. Cinco anos após a descoberta do vírus causador da AIDS, o HIV, 65,7 mil pessoas já tinham sido diagnosticadas com o vírus, e 38 mil já tinham falecido.

O tempo passou e hoje é possível viver com o HIV, mas a AIDS ainda é uma realidade. Atualmente, 75% das pessoas vivem com o vírus e conhecem seu estado sorológico. A meta da ONU é garantir que até 2020 esse número chegue a 90%, e desses, pelo menos 90% dessas pessoas recebam tratamento e entre os que recebem tratamento, 90% tornem indetectáveis – estado em que a pessoa não transmite o vírus e consegue manter qualidade de vida sem manifestar os sintomas da AIDS.

No Brasil, 92% das pessoas em tratamento já atingiram esse estado de estarem indetectáveis. Essa conquista se deve ao fortalecimento das ações do Ministério da Saúde, por meio do DIAHV, para ampliar a oferta do melhor tratamento disponível para o HIV.

Sobre o HIV e a AIDS

HIV é um vírus que se espalha através de fluídos corporais e afeta células específicas do sistema imunológico, conhecidas como células CD4, ou células T.
Sem o tratamento antirretroviral, o HIV afeta e destrói essas células específicas do sistema imunológico e torna o organismo incapaz de lutar contra infecções e doenças. Quando isso acontece, a infecção por HIV leva à AIDS.

HIV é uma sigla para vírus da imunodeficiência humana. É o vírus que pode levar à síndrome da imunodeficiência adquirida (AIDS). Ao contrário de outros vírus, o corpo humano não consegue se livrar do HIV. Isso significa que uma vez que você contrai o HIV, você viverá com o vírus para sempre.

 

Como ocorre a transmissão do  HIV?

 

A transmissão do HIV e, por consequência da AIDS, acontece das seguintes formas:

  • Sexo sem camisinha
  • Uso de seringa por mais de uma pessoa.
  • Transfusão de sangue contaminado
  • Da mãe infectada para seu filho durante a gravidez, no parto e na amamentação.
  • Instrumentos que furam ou cortam não esterilizados.


Condutas que não transmitem o HIV

É importante quebrar mitos e tabus, esclarecendo que a pessoa infectada com HIV ou que já tenha manifestado a AIDS não transmitem a doença das seguintes formas: 

  • Sexo, desde que se use corretamente a camisinha.
  • Beijo no rosto ou na boca.
  • Suor e lágrima.
  • Picada de inseto.
  • Aperto de mão ou abraço.
  • Sabonete/toalha/lençóis.
  • Talheres/copos.
  • Assento de ônibus.
  • Piscina.
  • Banheiro.
  • Doação de sangue.
  • Pelo ar.

 Fonte: Ministério da Saúde e UNAIDS/ Brasil

 

No Campus Ouro Preto, banners de conscientização sobre a campanha referente ao Dia Mundial de Luta contra a AIDS e preservativos foram distribuídos por pontos estratégicos, onde há grande circulação de pessoas na Instituição.