Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Saúde mental dos trabalhadores é tema da 16ª Semana Interna de Estudos em Segurança do Trabalho
conteúdo

Notícias

Saúde mental dos trabalhadores é tema da 16ª Semana Interna de Estudos em Segurança do Trabalho

por Tatiana Toledo publicado: 24/01/2019 12h40, última modificação: 30/01/2019 10h26

“Saúde mental e segurança no trabalho: o equilíbrio que não pode faltar” foi o tema escolhido para a Semana Interna de Estudos em Segurança do Trabalho (Siest), que em 2019 chega a sua 16ª edição. O evento será realizado de 5 a 7 de fevereiro, no Auditório Central do Campus Ouro Preto, e conta com palestras, debates e atrações culturais.

De acordo com a professora do curso técnico em Segurança do Trabalho, Renata Antipoff, que é também uma das organizadoras do evento, a saúde mental dos trabalhadores tem chamado a atenção dos profissionais da saúde e da segurança do trabalho, o que levou à escolha do tema pelos alunos da Instituição. “Nos últimos anos, têm aumentado muito os afastamentos relacionados ao adoecimento mental no trabalho, sendo hoje a terceira causa mais frequente de incapacidade. Em 2020, as previsões mostram que será a primeira causa de afastamento”, alerta.

Segundo a professora, estudos na área mostram que a instabilidade no emprego decorrente da crise econômica, agravada pela reforma trabalhista, está na origem deste aumento. “Um trabalhador inseguro se submete mais à pressão, subordina-se ao aumento da jornada de trabalho, isola-se, fica mais competitivo para garantir seu emprego, além da constante tensão com ameaça de desemprego. Esses fatores, associados ao atual modelo de gestão nas grandes empresas que cobram metas abusivas de produção e de redução de custo, num ambiente regido pela rivalidade entre colegas e pelo tratamento desrespeitoso das chefias (assédio moral), tem produzido cada vez mais sofrimento mental nos trabalhadores. Assim, trazer à tona o debate desses determinantes, assim como suas consequências para a saúde dos trabalhadores, é fundamental para entendermos o problema e tentarmos construir coletivamente ações de prevenção e conscientização”.

O evento é aberto a toda a comunidade. Para participar, não é preciso se inscrever.

Acesse a programação.