Você está aqui: Página Inicial > Pesquisa > Projetos > Junho de 2015 a Agosto de 2016 > Ciências da Saúde > Análise da automedicação na população do IFMG campus Ouro Preto-Parte II
conteúdo

Análise da automedicação na população do IFMG campus Ouro Preto-Parte II

por Thiago Gomes publicado 09/01/2018 11h10, última modificação 09/01/2018 11h10

A automedição é uma prática bastante difundida no Braseil e em outros países e que consiste na utilização de medicamentos sem prescrição média e em situações em que o próprio indivíduo decide qual medicamento vai usar. Contudo , as suas consequências vão desde interações medicamentosas, reações adversas e intoxicações que levam a sérios riscos de saúde, constituindo um problema de saúde pública que deve ser prevenido. Considerando-se a grande frequência e a importância da automedicação, o objetivo deste estudo é a avaliação desta prática e do conhecimento sobre o uso racional de medicamentos entre a população do IFMG  Campus Ouro  Preto representada pelos alunos , professores e demais servidores. Para cumprir com este objetivo foi iniciado um estudo transversal em 2014 com a aplicação de um questionário abordando questões socioeconômicas, avaliando a automedicação e a percepção da população sobre os riscos inerentes a esta prática. Foi observado que realmente a automedicação é bastante comum (65,4%) no IFMG campus Ouro Preto, sendo medicamentos mais utilizados os analgésicos e antitérmicos. A renovação deste projeto se justifica devido a frequência desta prática avaliada e por não ter sido entrevistado o número de participantes necessários para as análises estatísticas, de acordo como cálculo amostral(n=269).Sendo assim a renovação do projeto proporcionara resultados mais conclusivos sobre os fatores associados a automedicação na população  do IFMG campus Ouro Preto e possibilitará a adoção de medidas educativas para a população estudada.

 

Orientador: Januária Fonseca Matos