Você está aqui: Página Inicial > Pesquisa > Projetos > Junho de 2015 a Agosto de 2016 > Engenharia > Comparação entre os métodos de dimensionamento de perfis formados a frio previstos na NBR 14762 – 2010
conteúdo

Comparação entre os métodos de dimensionamento de perfis formados a frio previstos na NBR 14762 – 2010

por Thiago Gomes publicado 09/01/2018 11h17, última modificação 09/01/2018 11h17

A utilização de estruturas metálicas é cada vez maior devido às duas diversas vantagens, como leveza, elevada resistência, entre outras. Entre os diversos tipos de estruturas metálicas encontram-se os perfis formados a frio, que são estruturas muito leves e econômicas. Estes perfis,no entanto, estão sujeitos a fenômenos de instabilidade característicos que devem ser analisados, tais como o modo de flambagem local e o modo de flambagem distorcional. No Brasil, o dimensionamento destes perfis é feito pela norma ABNT NBR 14762: 2010, que traz em seu escopo os métodos da largura efetiva e da seção efetiva, e no anexo o método da resistência direta, este um método desenvolvido recentemente e que se mostra promissor no sentido de facilitar o dimensionamento e ainda na correta previsão da ocorrência dos modos de flambagem local e distorcional, isoladamente ou em interação. O objetivo deste trabalho é utilizar o método da resistência direta em uma situação de projeto e comparar seus resultados, em termos de custo e segurança, com os resultados obtidos pelo tradicional método das larguras efetivas, através de uso de um software estabelecido no mercado.

 

Orientador: Flávio Teixeira de Souza