Você está aqui: Página Inicial > Pesquisa > Projetos > Outubro de 2016 a Julho de 2017 > Ciências Sociais Aplicadas > Aplicação metodológica para o mapeamento a partir de dados de mobilidade e acesso de rotas turísticas da cidade de Ouro Preto-MG
conteúdo

Aplicação metodológica para o mapeamento a partir de dados de mobilidade e acesso de rotas turísticas da cidade de Ouro Preto-MG

por Thiago Gomes publicado 08/01/2018 16h38, última modificação 08/01/2018 16h38

A pesquisa tem como objetivo analisar as rotas turísticas propostas primeiramente no projeto de desenvolvimento metodologico de criação de trajetos no distrito sede do municipio de Ouro Preto – MG, seguindo um mapamento de pequenos, médios e longos city tours (escala espacial e temporal)em uma perspectiva fundamentada em visitantes (excursionistas ou turistas) que visitam a cidade ao longo do ano. Observa-se que o municipio é um dos principais destinos turísticos do Brasil, incluso no projeto de Regionalização Turística do governo federal, sendo um dos 65 destinos indultores do país (um dos 4 de MG). A cidade é consolidada no mercado turístico pelos segmentos de patrimônio histórico cultural e religioso, mesmo possuindo uma diversidade de atrativos naturais e eventos que fomentam o turismo local-regional. Enraizada no contexto social, cultural e econômico de formação do Brasil, a cidade teve seu uso e produção do espaço sem o devido planejamento urbano, com uma declividade irregular controlada estrutruralmente, posto que trata-se de uma área de elevada altitude com uma diversidade de edificações civis e religiosas que trazem a perculiaridade arquitetônica no mundo. Por receber uma abundância de turistas, é preciso observar uma variedade de atrativos, e se deve entender a dinâmica de acesso e mobilidade urbana da cidade por meio de nomenclatura de roteiros pré determinados, visando atender a demanda diversificada de turistas que visitam o destino Ouro Preto. Sendo assim, o objetivo do presente trabalho é elaborar roteirização a partir da segmentação do turismo através de níveis dificuldades de locomoção do turista, visando minimizar seu impacto por meio informações coletadas em campo, elaboração de cartogramas roteirizados, seguindo a lógica de mobilidade e acessibilidade urbana.

Grande Área: Ciências Exatas e da Terra/ Ciências Sociais Aplicadas

Orientador: Jairo Rodrigues Silva

Co-orientador: Cecília Felix Andrade Silva, Ricardo Eustáquio Fonseca Filho (Ufop)