Você está aqui: Página Inicial > Notícias > NAE promove ações de prevenção ao uso de álcool e drogas em Betim
conteúdo

Acontece nos Campi

NAE promove ações de prevenção ao uso de álcool e drogas em Betim

publicado: 16/02/2018 15h59, última modificação: 16/02/2018 15h59

52b79d1f-6405-481f-921a-5a1d57a07cdc.jpegO Núcleo de Apoio Educacional (NAE), juntamente com a Direção Geral do Campus Betim, promoveu uma ação de prevenção ao uso de álcool e drogas pelos estudantes dos cursos integrados. A equipe do NAE visitou estabelecimentos comerciais do entorno do campus, conscientizando sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente, que prevê como crime a venda de bebida alcoólica para crianças e adolescentes (art. 243 da Lei 8069/1990). O Núcleo buscou estabelecer uma parceria com os comerciantes, informando ao IFMG sobre tentativas de aquisição de bebidas por terceiros, maiores de 18 anos, para fornecê-las aos menores.

A escola vem fazendo um trabalho preventivo e constante com os estudantes quanto ao consumo de álcool e drogas através de palestras com profissionais da saúde, rodas de conversas e uma parceria com o Centro de Referência e Acolhimento aos Usuários de álcool, crack e outras drogas (CRAD).

A pedagoga Marina orienta que é fundamental os pais ou responsáveis observarem comportamentos diferentes do que os/as filhos/as habitualmente apresentam como fala arrastada, sonolência, falta de atenção, alteração de humor ou outros e pede para que fiquem atentos, pois esses podem ser  indícios de  uso de álcool e drogas.

Para a psicóloga do Campus Betim, Rosalva Martins, os adolescentes devem evitar o primeiro gole, uma vez que o consumo de bebida alcoólica durante essa fase de desenvolvimento pode causar prejuízos, trazendo alterações no corpo e também no Sistema Nervoso Central (SNC), comprometendo personalidade, memória, raciocínio, concentração e, consequentemente na aprendizagem.  “É importante que os pais ou responsáveis evitem expor os filhos ao consumo de bebidas alcoólicas também em casa”, complementa Rosalva.

A psicóloga também observa que o consumo de álcool pode expor o adolescente a outros comportamentos de risco, como discussões, sexo sem proteção e por impulso, além de acidentes de trânsito.

Fonte: (Comunicação Campus Betim)