Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Pesquisa avalia possibilidades de verticalização do ensino em Institutos Federais de Minas
conteúdo

Notícias

Pesquisa avalia possibilidades de verticalização do ensino em Institutos Federais de Minas

Objetivo é desenvolver metodologia capaz de auxiliar gestores no que tange à criação de novos cursos. Projeto integra o Observatório da EPT
publicado: 11/09/2019 18h05, última modificação: 11/09/2019 18h05
Professor do IFSudeste de Minas conduz estudo

Professor do IFSudeste de Minas conduz estudo

Verticalização do ensino. Esta é uma das finalidades dos Institutos da Rede Federal, como consta na lei de criação dos IF’s. Mas, qual o significado desse conceito? A verticalização da estrutura acadêmica de uma instituição ocorre quando ela é capaz de oferecer cursos em diferentes etapas do ensino. Uma estrutura verticalizada, portanto, é aquela na qual o aluno possui a oportunidade de cursar, em uma única instituição, os níveis técnico, de graduação e, por fim, de pós-graduação. 

A noção de verticalização está na base de uma pesquisa, desenvolvida pelo professor Sandro Fernandes, do Instituto Federal do Sudeste de Minas, que possui a finalidade de analisar as possibilidades de verticalização em unidades da Rede no estado. O projeto “Proposição de Itinerários formativos para as unidades da Rede Federal de Educação Profissional de Minas Gerais” foi proposto pelo grupo Observatório da Educação Profissional e Tecnológica (EPT). 

Objetivo e Métodos de análise

"O resultado, quando divulgado para toda a comunidade, pode vir a ser um aumento do conhecimento
acerca das funções que os IF's possuem" - Sandro Fernandes

A pesquisa tem por objetivo a criação de uma metodologia de avaliação das ofertas de verticalização do ensino nos Institutos Federais. A ideia é que essa ferramenta possa auxiliar gestores no processo de criação de novos cursos, a partir de uma classificação da verticalização já existente. Para obter essa classificação, o professor Sandro realiza entrevistas, in-loco e por videoconferência,  com os gestores. Segundo o docente, outra etapa importante é a coleta de dados quantitativos junto a professores da Rede, que é realizada através de um questionário online. 

O questionário, que apresenta questões relativas ao conhecimento e a vivência do professor em assuntos relacionados à verticalização do ensino, ficará disponível até o final do mês de setembro e pode ser acessado aqui.

Professores podem acessar o questionário e auxiliar no desenvolvimento da pesquisa.

Relevância 

Segundo Sandro, a pesquisa deverá contribuir com a melhoria das atividades acadêmicas, além de auxiliar os gestores, no que tange ao desenvolvimento da estrutura de ensino dos Institutos Federais em Minas. “Nota-se um conhecimento sobre o tema entre os profissionais, mas um conhecimento que pode ser lapidado. A criação de uma metodologia para avaliação da verticalização pode gerar melhores tomadas de decisão na criação de cursos, otimizando recursos e optando por áreas que já possuem uma base forte”, destaca. 

 

Conheça outras pesquisas! 

Qualidade à prova: estudos sobre egressos 

Boa vizinhança