Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Pioneiros: graduandos defendem trabalho final em Piumhi
conteúdo

Acontece nos Campi

Pioneiros: graduandos defendem trabalho final em Piumhi

Alunos da primeira turma de Engenharia Civil do campus apresentaram seus trabalhos de conclusão em agosto. Curso foi criado em 2014, com o início das atividades da unidade.
publicado: 23/08/2019 11h57, última modificação: 23/08/2019 11h57
Exibir carrossel de imagens Aluno e bancada de defesa

Aluno e bancada de defesa

Três dos 24 futuros engenheiros da primeira turma de Engenharia Civil do Campus Piumhi defenderam, em 1º de agosto, seus Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). Natanael Belmiro, Caio Justino e Thomaz de Melo apresentaram seus temas e foram orientados pelos professores Júnior Canaval e Humberto Melo. De acordo com Thiago Pastre, coordenador do curso “os assuntos demonstram aplicabilidade de soluções sustentáveis e tecnológicas para a área de Construção Civil”.

Os estudantes iniciaram o curso no segundo semestre de 2014, quando passou a ser ofertado no campus. “O curso agrega diversos valores e aprendizado durante o ciclo até sua conclusão”, diz o concluinte Caio. Ele ainda afirma que além do conhecimento técnico específico da profissão, o curso lhe acrescentou valores pessoais. “Pretendo experimentar  a profissão e colocar de maneira prática e dinâmica tudo que eu aprendi e desenvolver melhor minhas habilidades”, afirma Caio.  

Histórico

 O curso de Engenharia Civil passou a existir juntamente com o início das atividades do campus em 2014. A criação da unidade atendeu aos anseios do povo piumhiense: Otacílio Gonçalves Tomé, conhecido localmente como "Tatá Tomé", foi quem doou o prédio e toda a infraestrutura à união, com o objetivo de perenizar o ensino superior federal na cidade. Seu pedido, em troca da doação, foi a criação do curso.

No dia 10 de junho daquele ano, o até então Ministro da Educação José Henrique Paim autorizou o funcionamento do IFMG - Campus Avançado Piumhi. A primeira turma da Engenharia iniciou as atividades no segundo semestre de 2014. O curso passou por reconhecimento pelo MEC em março deste ano e obteve conceito 4 (em uma escala que vai até 5).