Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Seminário do ProfEPT reune docentes e TAEs em Ouro Branco
conteúdo

Acontece nos Campi

Seminário do ProfEPT reune docentes e TAEs em Ouro Branco

Atividade teve como objetivo discutir novas propostas de pesquisa em respeito à Educação Profissional e Tecnológica. Docentes do IFMG e do Cefet/MG participaram do encontro
publicado: 17/06/2019 17h36, última modificação: 17/06/2019 17h36

O Campus Ouro Branco recebeu, no dia 7 de junho, o seminário “História e EPT: Possibilidades e Pesquisa”. O evento, proposto pelo Mestrado Profissional em Educação Profissional e Tecnológica do IFMG (ProfEPT), discutiu, através de palestras com professores convidados, oportunidades de pesquisa relacionadas à história e trajetória da EPT.

O Coordenador do ProfEPT e da Pós-Graduação no IFMG, professor Pablo Menezes, promoveu a abertura das atividades. Na sequência, o professor Irlen Gonçalves, do Cefet/MG, discutiu, as oportunidades de pesquisa no campo da história da Educação Profissional e Tecnológica, com destaque para possibilidades que podem ser exploradas pelos alunos do Mestrado Profissional EPT, os quais também estavam presentes no evento.

Após a palestra de Gonçalves, foi a vez dos docentes do IFMG participarem das discussões. Os professores Guilherme Maciel e Daniel Diniz, coordenadores o Laboratório da Memória do Campus Ouro Preto, apresentaram o trabalho desempenhado por eles no laboratório. Os docentes destacaram a importância do espaço para o IFMG e para a comunidade de Ouro Preto enquanto local de memória para ex-alunos e ex-servidores do campus.

Mesa Redonda

“Uma oportunidade de ampliar os saberes sobre nossa instituição e sobre a Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica” - Pablo Menezes

Já no final do encontro, os palestrantes participaram de uma mesa redonda, responderam questões e conversaram com os alunos do Mestrado. Na visão de Pablo Menezes, o evento foi muito importante enquanto uma chance de compartilhamento de experiências e de conhecimentos. “Foi uma oportunidade fundamental para podermos discutir as possibilidades de pesquisa no campo da história e da memória relacionadas às Instituições de Educação Profissional e Tecnológica, no que toca às pessoas, processos didáticos, pensamento e prática pedagógica, entre outros”, destacou o professor.