Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Workshop na Reitoria discute ajustes em novas propostas de mestrado
conteúdo

Notícias

Workshop na Reitoria discute ajustes em novas propostas de mestrado

Atividade contou com a presença de professores do IFMG e complementou processo de análise dos projetos
publicado: 05/06/2019 10h29, última modificação: 05/06/2019 16h31

No dia 29 de maio, das 9h às 17h, a Reitoria recebeu docentes de diversos campi do IFMG para o Workshop APCN (Aplicativos de Propostas para Cursos Novos), promovido pela Pró-reitoria de Pesquisa, Inovação e Pós-graduação e mediado pelo representante da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), Jorge Renato de Souza Verschoore Filho, que é coordenador adjunto de Administração.

O objetivo da reunião foi receber as devidas instruções de como funciona o sistema da aprovação da Capes para novos cursos. O IFMG tem duas propostas de pós-graduação stricto sensu: o Mestrado Profissional em Administração do Campus Formiga e o Mestrado Profissional em Tecnologia e Desenvolvimento de Produção Alimentícia do Campus Bambuí.

A apresentação detalhada explicando o processo da Capes foi o assunto abordado no primeiro momento do encontro. O representante da Capes falou sobre o processo de aprovação de cursos e esclareceu dúvidas dos participantes em relação às formas de ampliar as chances de novas titulações acadêmicas requeridas serem estabelecidas.

Palestra

Já na parte da tarde, uma palestra com Fernanda Wasner, professora e orientadora de projetos de mestrado com vasta experiência na área de gestão ambiental, apresentou algumas nuances do desenvolvimento de um projeto de mestrado. O tema central da palestra foi voltado para os desafios da elaboração de produtos técnicos em dissertações de mestrado e, ainda, como melhor orientar alunos na confecção dessa etapa do curso.

"Para o aluno, o produto técnico torna-se, até mesmo, mais atraente do que a pesquisa em si." - Fernanda Wasner

A docente apresentou, em um primeiro momento da conversa com os professores, uma retrospectiva a respeito dos programas de mestrado no Brasil. Além disso, apresentou vídeos que elucidaram a discussão proposta. Em seguida, Fernanda discutiu a atual relevância dos produtos técnicos na confecção de projetos de mestrado e, ainda, comentou acerca do grau de interesse do aluno por esse momento do desenvolvimento de uma dissertação.

Comentou também a respeito do modo como o produto técnico é visto pela classe acadêmica. Segundo a professora, os docentes e orientadores ainda possuem certa dificuldade em perceber a importância e a relevância dessa etapa. Isso porque o produto técnico foge aos modelos acadêmicos solidificados, apresentando, aos docentes e alunos, uma nova possibilidade diferente daquela até então consolidada na academia.

Fernanda Wasner discute temas do mestrado profissional

 

Por fim, a professora justificou que essa visão da comunidade acadêmica ocorre devido ao tempo gasto na confecção do produto técnico.  Também há falta de clareza da Capes no que tange a esse tipo de trabalho acadêmico. Segundo afirmou, apesar disso, as orientações estão melhorando, assim como a exigência da Capes em relação ao produto técnico.