Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Outubro Rosa no Campus: Prevenção, bate-papo com pacientes oncológicas e obras literárias selecionadas
conteúdo

Destaques

Outubro Rosa no Campus: Prevenção, bate-papo com pacientes oncológicas e obras literárias selecionadas

por Tatiana Toledo publicado: 31/10/2019 14h51, última modificação: 31/10/2019 16h30

Para marcar o mês em que se realiza a campanha Outubro Rosa em todo o país, cujo intuito é reforçar a importância de hábitos saudáveis como prevenção primária e da detecção precoce do câncer de mama, o Campus Ouro Preto promoveu uma série de atividades ao longo do mês. Confira:

Prevenção

O evento Prevenção, realizado no dia 26 de outubro, tratou da temática em torno do câncer de mama, mas não somente. A importância do diagnóstico precoce do câncer de próstata e o incentivo à prática esportiva e à mudança de hábitos também estiveram em evidência.

A programação foi aberta à participação da comunidade e contou com aulas de dança, corrida, caminhada, alongamento, circuito funcional, brincadeiras para crianças e estímulo à alimentação saudável. A técnico-administrativa Tânia Waldemar marcou presença na caminhada promovida pelo evento, representado o Projeto Caminhar, ação destinada à promoção da saúde de servidores do Campus Ouro Preto. Ela representa o grupo de pessoas que já perceberam a importância da atividade física para uma melhor qualidade de vida. “Fazer parte do projeto é muito importante para mim. Tornou a minha vida muito mais alegre, muito mais divertida e muito mais saudável”, afirma.

A primeira edição do Prevenção foi promovida pelo Setor de Saúde do Campus em parceria com a Unimed Inconfidentes, o Studio Leandro Silva e a Cia da Saúde de Ouro Preto. Clique e assista à cobertura do evento realizada pela TV Top Cultura.

Bate-papo

Outra ação promovida pelo Setor de Saúde foi o bate-papo sobre câncer de mama com as servidoras Simone Melo, do Campus Ouro Preto, e Roberta Rolim, da Prefeitura de Ouro Preto. Com mediação da médica Adna Eleutério, Simone e Roberta, que são pacientes oncológicas, participaram de uma conversa durante a qual transmitiram dados relevantes sobre diagnóstico e tratamento e fizeram um panorama da doença no Brasil.

As servidoras relataram suas vivências como pacientes com câncer de mama metastático, desmistificando certos tabus e estigmas que ainda permeiam o tema.  “Sofremos mais com o peso que a sociedade dá para a doença do que com a própria doença. Muitas pessoas não falam a palavra câncer e há quem ainda pense que é contagioso”, conta Roberta Rolim.  Elas falaram, também, sobre tratamentos paliativos pelos quais têm passado. “Trata-se de uma abordagem feita para doenças que ameaçam a continuidade da vida, como câncer, diabetes, hipertensão”, explica Simone Melo.

Embora a realização de exames seja importante para o diagnóstico da doença, Simone destacou a necessidade de a mulher conhecer o próprio corpo para, em caso de suspeita, insistir na busca por um diagnóstico conclusivo. “No início, tive diagnósticos de cisto e fibroadenoma, e não de tumor maligno, já que ele estava em uma região que a mamografia não mostra. Se eu contasse somente com a conclusão de exames que davam falso-negativo, eu teria descoberto a doença com grau mais avançado”, afirma. A questão política e social também foi tratada pelas servidoras, especialmente no tocante à demora, pelo SUS, para que as pacientes possam ter a doença diagnosticada e iniciar o tratamento em tempo hábil.

Estante Temática

A programação da Semana do Livro e da Biblioteca, comemorada em diversos campi do IFMG entre os dias 28 e 31 de outubro, contou também com o Outubro Rosa Literário.  No Campus Ouro Preto, a Biblioteca organizou uma Estante Temática.

Durante todo o mês de outubro, todas as obras de capa rosa e biografias pré-selecionadas disponíveis nesta estante puderam ser retiradas por um período de empréstimo maior que o habitual. “Em outubro, além de comemorarmos várias datas alusivas aos livros, também é o mês do Outubro Rosa. Assim, as bibliotecas do IFMG organizaram uma programação especial, voltada para estas duas temáticas. Nada melhor que utilizarmos o acervo das bibliotecas para chamarmos atenção para estas duas causas tão importantes”, ressalta Rejane Valéria Santos, coordenadora da Rede de Bibliotecas do IFMG.

 

Fotos do evento Prevenção: Unimed Inconfidentes

registrado em: