Você está aqui: Página Inicial > Institucional > Área de Imprensa > Conhecimento em um minuto > Ampliação da base MINDS-Libras a partir da disponibilização em massa de vídeos como consequência das atividades remotas devido à pandemia da Covid-19
conteúdo

Ampliação da base MINDS-Libras a partir da disponibilização em massa de vídeos como consequência das atividades remotas devido à pandemia da Covid-19

por Tatiana Toledo Ferreira publicado 15/10/2021 15h42, última modificação 15/10/2021 15h42

Justificativa

A relevância deste trabalho encontra-se na contribuição que pretende fornecer à área de reconhecimento de gestos (especificamente de sinais) em Visão Computacional, além da relevância na área social-cultural para a comunidade surda, uma vez que se propõe a criar meios para tornar mais consistentes as pesquisas em tecnologias assistivas para surdos.

Ao aumentarmos nossa base já existente com sinais em Língua Brasileira de Sinais de forma sistematizada, as pesquisas por técnicas que permitam sistemas de reconhecimento automático de sinais com altas taxas de reconhecimento terão uma opção de benchmark para teste e treinamento importante, pois comparações entre sistemas utilizando a mesma base tornam estes sistemas mais robustos.

A pesquisa em reconhecimento automático de sinais vem de encontro às políticas de inclusão social, na medida em que sistemas deste tipo permitem maior divulgação da língua de sinais e meios tecnológicos para que sua aprendizagem possa possuir mais um instrumento.

Além de ser mais um instrumento de aprendizagem da língua de sinais, os sistemas automáticos podem ser utilizados em ambientes e/ou momentos nos quais as pessoas que desejam e/ou precisam comunicar-se sejam falantes de Libras e Português, mas não conheçam a língua um do outro. O grupo que realiza esta pesquisa tem avançado neste sentido, buscando metodologias e técnicas que permitam o desenvolvimento de uma interface com a intenção de tradução entre línguas orais e visuais temporais.

 

Objetivos

O objetivo desta pesquisa é ampliar a base de sinais já criada por integrantes do grupo de pesquisa associado ao proponente. 

Os objetivos específicos são:

Solucionar um problema de falta de base de dados em línguas para permitir o desenvolvimento de sistemas automáticos de reconhecimento de sinais;

Permitir a pesquisa e consequente desenvolvimento de tecnologias assistivas para a comunidade surda.

 

Metodologia

Nossa metodologia envolverá:

1) Levantamento dos formatos de vídeos disponíveis em plataformas de stream, inseridos nas mesmas nos anos de 2020 e 2021.

2) Análise dos formatos encontrados, em termos de: resolução, tamanho do arquivo de vídeo, conteúdo. 

3) Selecionar vídeos para que sejam adicionados à base MINDS-Libras, comparando e documentando o formato dos vídeos disponibilizados na base atual com os vídeos que serão adicionados. 

4) Ao longo de todo o projeto, realizar uma pesquisa bibliométrica sobre o estado da arte relacionado aos estudos e implementações de sistemas automáticos de reconhecimento de sinais de línguas de sinais no mundo. 

5) Ao longo de todo o projeto, documentar e escrever um artigo científico para, no mínimo, submissão a um congresso na área de Inteligência Computacional.

 

Resultados esperados ou já alcançados

Espera-se, a partir do desenvolvimento deste projeto:

Aumentar a quantidade de dados disponibilizados para treinamento aos sistemas computacionais responsáveis por reconhecimento de sinais de Libras.

Propor técnicas para implementação futura no reconhecimento automático de Libras, a partir dos estudos sobre estado da arte realizados neste trabalho.

 

Equipe 

Orientadora: Sílvia Grasiella Moreira Almeida
Co-orientadora: Tamires Martins Rezende
Bolsista: Arthur César da Silva Almeida

 

Contato com a equipe do projeto

silvia.almeida@ifmg.edu.br