Você está aqui: Página Inicial > Ensino > Cursos > Arquitetura e Urbanismo
conteúdo

Arquitetura e Urbanismo

Curso de Bacharelado em Arquitetura e Urbanismo

Turno: Vespertino
Duração: 05 anos
Vagas: 40
Ingresso: Processo de seleção interno utilizando nota do ENEM; SISU/ENEM; transferência (interna e externa) e Obtenção de novo título.

PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO

APRESENTAÇÃO

 O curso de Bacharelado em Arquitetura e Urbanismo priorizará a formação de estudantes como cidadãos e futuros profissionais na perspectiva da Lei nº 9.394/96, em suas seções VII e VII, a qual se refere à organização da educação superior, incluindo as modificações, considerações e demais determinações presentes na Resolução CNE/CEB nº 06/2012 (BRASIL, 1996 e 2012).

Em conformidade com a citada Resolução, o Curso de Arquitetura e Urbanismo pautar-se-á por um projeto de ensino sistematizado, embasado pela integração entre “conhecimentos, saberes e competências profissionais necessários ao exercício profissional e da cidadania, com base nos fundamentos científico-tecnológicos, sócio-históricos e culturais” (Art. 5º).

Partindo desses referenciais legais, pode-se afirmar que o Curso de Arquitetura e Urbanismo do campus Santa Luzia cumprirá com os objetivos sociais do IFMG, que consiste em ofertar ensino público, gratuito e de qualidade para os cidadãos brasileiros, contribuindo para a emancipação dos sujeitos.

A sociedade atual demanda um ensino integrado às novas demandas do mercado: uso das novas tecnologias, novos parâmetros ambientais e novas possibilidades de inserção social, considerando, principalmente, a demanda por ações de responsabilidade social. Nessa medida, a formação que se pretende oferecer será baseada nos princípios de cidadania e sustentabilidade, bem como nos pilares da justiça social e na concepção de que o crescimento econômico precisa estar aliado aos vários fatores de desenvolvimento de uma sociedade.

 

OBJETIVOS

O objetivo geral do curso de Arquitetura e Urbanismo do IFMG – campus Santa Luzia é propiciar a formação de profissionais dispostos a viabilizar, através do espaço, qualidade de vida ao ser humano, adequando esses espaços de maneira a proporcionar acessibilidade, conforto, bem-estar e segurança aos seus usuários, considerando os aspectos ambientais, tecnológicos, ergonômicos, funcionais, estéticos, socioeconômicos, históricos e culturais. Além de incentivar a reflexão crítica e estimular o empreendedorismo e as ações transformadoras, comprometidas com a responsabilidade social.

Esses profissionais poderão atuar no desenvolvimento de conceitos, na concepção de projetos criativos e inovadores de espaços interiores residenciais, comerciais, entre outros, ou no acompanhamento e supervisão de suas execuções.

Além disso, também se pretende capacitar os discentes e egressos para que possam atuar em empresas, escritórios, como profissionais autônomos, servidores públicos, docentes, pesquisadores dentro das mais diversas atribuições regulamentadas pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil – CAU/BR.

 

Objetivos específicos

●     Estimular o desenvolvimento do espírito de trabalho em equipe e interdisciplinar que permitam a atuação em sociedades e culturas diferenciadas.

●     Formar profissionais conscientes da sua responsabilidade profissional e social qualificados para atuarem na área da arquitetura.

●     Capacitar seus egressos para elaborar, coordenar, implantar e operar projetos arquitetônicos e urbanísticos de novas construções com seus diferentes usos e recuperação de antigas edificações e conjuntos urbanos, considerando os interesses e necessidades dos atuais e futuros usuários dos espaços projetados e os possíveis impactos causados com as alterações propostas;

●     Formar arquitetos urbanistas comprometidos com a realidade do mercado sem, contudo, negligenciar o aspecto científico-tecnológico;

●     Oportunizar o desenvolvimento de habilidades para pesquisa em arquitetura e urbanismo e suas tecnologias;

●     Desenvolver a análise crítica sobre edificações e ambientes urbanos e rurais existentes, baseada na teoria e história das cidades, mas, ao mesmo tempo, sem deixar de preparar o profissional para o planejamento urbano, metropolitano e regional;

●     Proporcionar a formação de arquitetos criativos e empreendedores, condizente com as necessidades do mercado atual;

●     Implementar novas possibilidades práticas para a resolução de problemas tecnológicos regionais, contribuindo para o crescimento econômico da comunidade e fortalecimento das políticas de tecnologia;

●     Implementar e apoiar projetos científicos que prezam pela interdisciplinaridade e que apresentam relevância social, regional e técnico-científica;

●     Orientar e motivar a criação, apoiar o funcionamento e estimular a expansão de núcleos de desenvolvimento tecnológicos;

●     Compartilhar o conhecimento gerado com a comunidade regional, possibilitando a inserção desta na vida acadêmica;

●     Propiciar ao discente condições de se tornar, além de um profissional bem formado, um cidadão com pleno conhecimento da realidade atual de seu país e das medidas a serem adotadas na promoção do bem-estar de nossa sociedade.

PERFIL PROFISSIONAL

O curso de Arquitetura e Urbanismo do IFMG Campus Santa Luzia tem como foco uma formação sólida na área da Arquitetura e Urbanismo, cujo perfil do egresso deve refletir as demandas dos arranjos produtivos, sociais e culturais locais e regionais. A partir do perfil do egresso, deve-se estabelecer o conjunto de conhecimentos, assim como métodos e estratégias para atingir este perfil.

Como diferencial, busca-se agregar o entendimento das especificidades regionais circunscritas. Em consequência, o egresso, no exercício de sua profissão, possuirá uma formação pautada na compreensão das características culturais, sociais e econômicas da cidade de Santa Luzia e região.

Tendo como base o Artigo 4o da Resolução CNE/CES2, de 17 de junho de 2010, que institui as diretrizes curriculares nacionais do curso de graduação em Arquitetura e Urbanismo, o curso de Arquitetura e Urbanismo do IFMG - campus Santa Luzia deverá apresentar condições para que o egresso tenha como perfil:

        I.            Sólida formação de profissional generalista;

      II.            Aptidão de compreender e traduzir as necessidades de indivíduos, grupos sociais e comunidade, com relação à concepção, organização e construção do espaço interior e exterior, abrangendo o urbanismo, a edificação e o paisagismo;

    III.            Conservação e valorização do patrimônio construído;

    IV.            Proteção do equilíbrio do ambiente natural e utilização racional dos recursos disponíveis.

Para atingir o perfil esperado, a estrutura modular do curso deve oferecer condições para o desenvolvimento de competências e habilidades aos egressos do curso. No artigo5o, a Resolução CNE/CES 2/2010 define bem as competências e habilidades gerais para o profissional arquiteto urbanista, listados a seguir:

        I.            o conhecimento dos aspectos antropológicos, sociológicos e econômicos relevantes e de todo o espectro de necessidades, aspirações e expectativas individuais e coletivas quanto ao ambiente construído;

      II.            a compreensão das questões que informam as ações de preservação da paisagem e de avaliação dos impactos no meio ambiente, com vistas ao equilíbrio ecológico e ao desenvolvimento sustentável;

    III.            as habilidades necessárias para conceber projetos de arquitetura, urbanismo e paisagismo e para realizar construções, considerando os fatores de custo, de durabilidade, de manutenção e de especificações, bem como os regulamentos legais, de modo a satisfazer as exigências culturais, econômicas, estéticas, técnicas, ambientais e de acessibilidade dos usuários;

    IV.            o conhecimento da história das artes e da estética, suscetível de influenciar a qualidade da concepção e da prática de arquitetura, urbanismo e paisagismo;

      V.            os conhecimentos de teoria e de história da arquitetura, do urbanismo e do paisagismo, considerando sua produção no contexto social, cultural, político e econômico e tendo como objetivo a reflexão crítica e a pesquisa;

    VI.            o domínio de técnicas e metodologias de pesquisa em planejamento urbano e regional, urbanismo e desenho urbano, bem como a compreensão dos sistemas de infraestrutura e de trânsito, necessários para a concepção de estudos, análises e planos de intervenção no espaço urbano, metropolitano e regional;

  VII.            os conhecimentos especializados para o emprego adequado e econômico dos materiais de construção e das técnicas e sistemas construtivos, para a definição de instalações e equipamentos prediais, para a organização de obras e canteiros e para a implantação de infraestrutura urbana;

VIII.            a compreensão dos sistemas estruturais e o domínio da concepção e do projeto estrutural, tendo por fundamento os estudos de resistência dos materiais, estabilidade das construções e fundações;

    IX.            o entendimento das condições climáticas, acústicas, lumínicas e energéticas e o domínio das técnicas apropriadas a elas associadas;

      X.            as práticas projetuais e as soluções tecnológicas para a preservação, conservação, restauração, reconstrução, reabilitação e reutilização de edificações, conjuntos e cidades;

    XI.            as habilidades de desenho e o domínio da geometria, de suas aplicações e de outros meios de expressão e representação, tais como perspectiva, modelagem, maquetes, modelos e imagens virtuais;

  XII.            o conhecimento dos instrumentais de informática para tratamento de informações e representação aplicada à arquitetura, ao urbanismo, ao paisagismo e ao planejamento urbano e regional;

XIII.            a habilidade na elaboração e instrumental na feitura e interpretação de levantamentos topográficos, com a utilização de aerofotogrametria, fotointerpretação e sensoriamento remoto, necessários na realização de projetos de arquitetura, urbanismo e paisagismo e no planejamento urbano e regional.

Entre as diversas competências, o egresso deverá ser capaz de atuar no desenvolvimento da infraestrutura da região de Santa Luzia, contribuindo para o desenvolvimento local e regional, além de contribuir na melhoria da questão de moradia da região, possibilitando uma melhor qualidade de vida para as pessoas que vivem em Santa Luzia e no seu entorno.

Entre as diversas competências, o egresso deverá ser capaz de atuar em conjunto com o desenvolvimento da infraestrutura da região em que se encontra, contribuindo para o desenvolvimento local e regional, além de contribuir na melhoria da questão de moradia da região, possibilitando uma melhor qualidade de vida para as pessoas.

 MERCADO DE TRABALHO

O mercado de trabalho para o profissional é amplo e em expansão. O egresso poderá atuar nas diversas atividades e atribuições profissionais conforme definidas pelo CAU (Conselho de Arquitetura e Urbanismo). Ver as atividades e atribuições em:

http://www.caubr.gov.br/wp-content/uploads/2015/07/Atribuicoes_CAUBR_06_2015_WEB.pdf

 

 Coordenação
Coordenadora:
Simone Parrela Tostes - LATTES
E-mail: