Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Aluna do Campus Ouro Preto é selecionada para o Programa Jovens Embaixadores 2023
conteúdo

Acontece nos Campi

Aluna do Campus Ouro Preto é selecionada para o Programa Jovens Embaixadores 2023

Cecilia Giacomin Costa, do curso técnico integrado de Edificações, está entre os 50 estudantes de todo o Brasil selecionados para a próxima edição do programa.
publicado: 17/11/2022 08h03, última modificação: 18/11/2022 15h56

A Embaixada e Consulados dos Estados Unidos no Brasil divulgaram, no começo deste mês de novembro, os nomes dos selecionados para o Programa Jovens Embaixadores 2023. Entre os 50 alunos escolhidos em todo o Brasil está Cecilia Giacomin Costa, aluna do curso técnico integrado de Edificações do Campus Ouro Preto. Em Minas Gerais, foram cinco jovens selecionados.

“Estou repleta de felicidade e entusiasmo”, afirmou Cecília. “Acredito na capacidade do programa em abrir novas portas e expandir meus horizontes. Tenho pensado muito a respeito do meu futuro e a aprovação com toda certeza é um passo a mais no caminho que quero seguir, me aproximando de meus objetivos”.

O Programa Jovens Embaixadores oferece intercâmbio para jovens do ensino médio da rede pública que se destaquem nas suas comunidades e que tenham habilidade na língua inglesa. Os selecionados para a edição de 2023 ficarão de 13 a 29 de janeiro nos Estados Unidos, participando de oficinas de empreendedorismo e de reuniões com representantes do governo norte-americano. Neste ano, foram mais de 7 mil inscritos para as 50 vagas.

“É algo que eu sempre digo, só através da educação obteremos resultados”

O processo de seleção consistiu em diversas avaliações, orais e escritas, todas em inglês. Além disso, o programa avalia o desempenho acadêmico dos candidatos e a sua participação em projetos de cunho social e empreendedor.

Para a estudante, isso não foi um obstáculo. Cecília já participava da equipe Por Elas, grupo formado por uma professora e outras três alunas do campus para participar do programa Power4Girls, promovido pela Embaixada e Consulados dos EUA no Brasil com o objetivo de fomentar o empreendedorismo de meninas. Entre outras realizações, elas desenvolveram absorventes biodegradáveis feitos de pó de pedra-sabão para serem distribuídos entre mulheres de baixa renda.

A professora Érica Aniceto, que coordenou o Por Elas, diz que Cecília “se destacou muito no grupo [...] justamente pela oratória. E a gente percebe que é uma menina atualizada. Ela lê muito, ela tem uma carga de leitura muito grande.” Mesmo assim, a aluna conta que pensou em desistir várias vezes, acreditando que não passaria, e que o apoio dos professores, amigos e familiares foi essencial.

A sua determinação também partiu da própria importância do projeto, já que assim como o Power4Girls, o Programa Jovens Embaixadores representa os valores que Cecília busca para a sua vida. “Lendo o edital, percebi que ele procurava por jovens determinados a falar sobre mudança, crescimento e sobre a construção de uma sociedade melhor e mais igualitária. Eu me enxerguei nisso”, afirma a aluna, que reforça o valor da educação nesse processo. “É algo que eu sempre digo, só através da educação obteremos resultados”.

Fonte: Comunicação Campus Ouro Preto