Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Educação pela saúde: conheça a campanha "Junho Vermelho"
conteúdo

Notícias

Educação pela saúde: conheça a campanha "Junho Vermelho"

Realizada no mês de junho por instituições da área de saúde, iniciativa busca conscientizar sobre a importância de doar sangue. Durante a pandemia, as doações caíram quase 40%.
publicado: 18/06/2021 09h47, última modificação: 18/06/2021 15h42

O IFMG, por meio do Setor de Qualidade de Vida (QVT/Progep), apoia a campanha Junho Vermelho, promovida ao longo deste mês por instituições de saúde com o intuito de conscientizar a população sobre a importância de doar sangue. A ação tornou-se ainda mais desafiadora no contexto da pandemia, que levou a uma queda de 37% nas doações, segundo o Hemocentro.

Criada em junho de 2015 e estendida pelo Ministério da Saúde (MS) para todo o país, a campanha Junho Vermelho tem como objetivo incentivar o espírito de solidariedade quanto à doação de sangue, um ato de amor ao próximo, capaz de salvar vidas. Foi escolhido o mês de junho por dois motivos, um deles é por conta do dia 14 desse mês, em que é comemorado o Dia Mundial do Doador de Sangue. Outro motivo é de ordem mais prática: os meses mais frios, como junho, julho e agosto, registram uma baixa de doações nos hemocentros - que acentuou-se no período da pandemia.

Junho Vermelho e Laranja: campanhas que se complementam

Também no mês de junho ocorre a campanha Junho Laranja que é voltada a conscientização da população sobre a leucemia e anemia, doenças ligadas diretamente ao sangue. A anemia representa a diminuição dos glóbulos vermelhos no sangue. Já a Leucemia é uma doença maligna dos glóbulos brancos e sua origem está na medula óssea. Ambas contam com a doação para que os acometidos pela doença tenham mais chances de se recuperarem. Também é possível obter, no site do Instituto Nacional de Câncer (Inca), informações sobre como se tornar um doador de medula óssea. Acesse aqui.

Você sabia? Doar sangue também traz benefícios para o doador que vão além da sensação de ajudar ao próximo, esse importante gesto contribui para o bem-estar emocional e a saúde mental.

Motivos para se tornar um doador

• Uma única doação pode salvar até quatro vidas
• Não existe substituto para o sangue
• Não há risco de contrair doenças durante a doação
• Seu organismo repõe rapidamente o sangue doado

Doador também tem direito a um dia de folga no trabalho - Para aqueles que doam sangue voluntariamente, a lei permite um dia de folga. No caso do IFMG, para usufruir desse direito é preciso abrir um processo no SEI - Pessoal: Concessões e preencher o requerimento “ Ausência para doação de Sangue”. Lembre-se, também, de combinar antes com sua chefia imediata a sua ausência.

Como doar?

Por causa da pandemia e para evitar aglomeração, a Fundação Hemominas orienta que seja feita o agendamento da doação de sangue pelo site (clique aqui.): ou pelo aplicativo "MG app". No aplicativo, selecione “Agendamento de Serviços" e, então, pressione "Agendar Serviços". Na nova lista de opções, procure por "Doação de sangue" e selecione. O próximo passo é definir o município, clicar em "avançar" e, por fim, definir o melhor dia e horário para o agendamento na unidade escolhida. 

Faça a sua parte, você pode salvar vidas, basta doar.
Procure o hemocentro mais próximo de sua casa.

 

Referências/ Fontes:
Fundação Hemominas | GFE do Brasil | Enfª Ana Lia Martins- Gabinete Médico/CP2-ENII

 

registrado em: