Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Inovação: Conheça os investimentos do NIT em 2020
conteúdo

Notícias

Inovação: Conheça os investimentos do NIT em 2020

Em 19 de outubro comemora-se no Brasil o ' Dia da Inovação'. No âmbito do IFMG, o Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT), criado em 2009, tem entre suas atribuições o favorecimento da criação de ambiente adequado para a transferência de tecnologia e proteção do conhecimento.
publicado: 16/10/2020 14h18, última modificação: 19/10/2020 13h16

Um sociedade evoluída e bem desenvolvida socioeconomicamente é sinônimo de investimentos em ciência, tecnologia e inovação. No próximo dia 19 de outubro, comemora-se no Brasil o 'Dia da Inovação', data esta em homenagem ao aeronauta e inventor brasileiro, Alberto Santos Dumont que em 1901 circundou a Torre Eiffel, em Paris, em um balão dirigível. Conhecido como o ‘pai da aviação’, Santos Dumont foi um cientista que deu grandes contribuições ao mundo moderno. O dirigível, o ultraleve e o chuveiro de água quente são algumas de suas invenções.

A data foi oficializada no Brasil em 14 de janeiro de 2010, por iniciativa do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT), a partir do Decreto-Lei nº 12.193, outorgada pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

No âmbito do IFMG, o Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT) foi criado em 2009 e, no ano seguinte já entrou em funcionamento. Uma de suas atribuições é o favorecimento na criação de ambiente adequado para a transferência de tecnologia e na proteção do conhecimento nas Instituições Científicas, Tecnológicas e de Inovação (ICTs).

É por meio do NIT que acontece a aproximação e conexão entre o setor privado, a instituição e a comunidade, atuando também como consultor técnico em projetos de P&D nas áreas de propriedade intelectual, desenvolvimento tecnológico e transferência de tecnologia.

Em relação à proteção do conhecimento, o NIT atua na prospecção tecnológica, na consultoria para elaboração de projetos em inovação, captação de recursos, orientação e capacitação, pedidos de proteção e comercialização de tecnologia. Em 2020, o IFMG já investiu R$350 mil em editais de fomento à inovação, captou R$609 mil junto às empresas, além de ter solicitado 14 registros de patentes.

Inovação na pandemia

Responsável por mais de um milhão de mortes em todo o mundo e um impacto devastador nas economias do planeta, a pandemia da Covid-19 é o exemplo mais recente da importância de se investir em ciência, tecnologia e inovação.  Países como Alemanha e Canadá, por exemplo, criaram fundos de investimentos para apoiar empresas inovadoras em iniciativas voltadas a minimizar os impactos da doença. Já o Reino Unido e os Estados Unidos estão investindo diretamente em pesquisa e conhecimento.

De acordo com um estudo do Ipea, o Canadá está destinando 11,8% de seu orçamento federal em P&D para ações em pesquisa e inovação contra o novo Coronavírus. O Reino Unido, 10,8%, a Alemanha, 6,3%, e os EUA, 4,1%. Localmente, o NIT reafirmou a sua importância junto à comunidade interna e externa do IFMG ao produzir gratuitamente máscaras especiais de proteção. Mais de 22 mil face shields (escudo facial de plástico transparente) foram fabricadas em produção industrial, sendo o início do projeto executado nas 24 impressoras 3D da própria instituição e com o apoio da equipe Maker no projeto das máscaras. 

De acordo com o coordenador do Núcleo de Inovação Tecnológica, Tiago Simão Ferreira, outras 20 máquinas de parceiros estiveram em operação. A iniciativa abrange a participação dos campi Arcos, Bambuí, Betim, Congonhas, Formiga, Governador Valadares, Ibirité, Itabirito, Ouro Branco, Ouro Preto, Piumhi, Sabará e Santa Luzia, além do Polo de Inovação.

Os suprimentos utilizados na produção das máscaras foram adquiridos pelo IFMG e por meio de doação de empresas, prefeituras, entidades estudantis e dos próprios servidores. Todas as impressoras imprimem um suporte padrão utilizado na fixação da máscara na cabeça. Já o corte das placas de material transparente é feito por uma máquina de corte a laser localizada no Campus Ibirité.

Prototipação de projetos

Em maio, o Ministério da Educação (MEC) lançou edital para a concessão de mais de 100 laboratórios de prototipagem para estudantes da educação profissional em todo o país e com investimento de R$25 milhões para aquisição de equipamentos nos próximos dois anos.

No IFMG, os campi Formiga, Ouro Preto e Ribeirão das Neves tiveram projetos aprovados (via Edital 19/2020) para compor a proposta institucional junto à Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec). 

Os ‘Lab IF Maker’ são espaços compartilhados destinados a disseminar os princípios que norteiam o Maker, ou seja, a proposta de que qualquer pessoa pode criar, prototipar, produzir, vender e distribuir qualquer produto. É a cultura do learning by doing (aprender fazendo). 

Ambientes de Inovação

Buscando estimular e apoiar ações de empreendedorismo por meio dos ambientes de inovação (incubadoras, centros de tecnológicos, aceleradoras, espaços de coworking), o IFMG selecionou propostas para estruturação destes espaços nos campi para que estudantes, pesquisadores e empreendedores tenham condições de desenvolverem novas tecnologias e produtos para atender ao setor produtivo. O Edital nº 09/2020 destinou R$169.200 para reforma, aquisição de equipamentos e bolsas aos projetos contemplados.

Além disso, o Edital nº 17/2020  selecionou estudantes e profissionais da área de Design de Interiores para compor a equipe de criação dos ambientes de inovação nos campi do IFMG. Os bolsistas selecionados terão a missão de criar o conceito arquitetônico, aplicar a identidade visual nestes ambientes e promover a associação entre a teoria e a prática no curso de Design de Interiores. Os recursos financeiros alocados foram de R$27.600 em um prazo de seis meses. 

Arranjos Produtivos Locais (APLs)

O NIT também atua no desenvolvimento no desenvolvimento da economia local ao promover ações, atividades e projetos por meio da interação entre empresas, associações e instituições técnicas no intercâmbio de informações, programas de treinamento e até melhorias de produtos e processos, até pesquisa e desenvolvimento. 

Em julho, o Edital n º34/2020  aportou R$18 mil reais destinados a bolsas para pesquisador (Bolsa DTI-C) e estudante (ITI-A) para um período de 12 meses com o objetivo de buscar meios que minimizassem ou eliminassem os gargalos dos Arranjos Produtivos Locais (APLs) nas cidades mineiras onde o IFMG tem Campus.

Os Arranjos Produtivos Locais (APLs) são aglomerações de empresas e empreendimentos, localizados em um mesmo território, que apresentam especialização produtiva, algum tipo de governança e mantêm vínculos de articulação, interação, cooperação e aprendizagem entre si e com outros atores locais, tais como: governo, associações empresariais, instituições de crédito, ensino e pesquisa.

Confira os números do NIT em 2020