Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Nove regiões mineiras recebem doações de face shields produzidas com recursos do IFMG
conteúdo

Notícias

Nove regiões mineiras recebem doações de face shields produzidas com recursos do IFMG

publicado: 23/07/2020 11h12, última modificação: 27/07/2020 11h07

Pelo menos 106 cidades de nove regiões mineiras foram contempladas com equipamentos de proteção individual (face shields) contra o Covid-19 produzidos com recursos do IFMG em parceria com a empresa Sumiriko do Brasil, é o que apontam gráficos relacionados à distribuição dos equipamentos produzidos pela Pró-Reitoria de Extensão.

25.804 face shields

No que diz respeito ao número de máscaras, a região Central foi a mais beneficiada: recebeu 12.706 máscaras, seguida pelo Vale do Rio Doce (6.530), Centro-oeste (4.005) e Zona da Mata (1.260). As outras regiões atendidas receberam, juntas, 1303 máscaras. O total doado no estado chegou a 25.804 unidades. De acordo com o coordenador de gestão das ações de Extensão do IFMG, Matheus Costa Frade, “esse equilíbrio levou em consideração os registros do Ministério da Saúde relacionados à Covid-19 nas cidades onde as instituições demandantes se encontravam”.

Tal proporção se repete no que diz respeito às instituições atendidas: hospitais, asilos, Corpo de Bombeiros e Polícia Militar. Na região Central, foram 82 instituições, no Vale do Rio Doce, 62, no Centro-oeste, 33 e na Zona da Mata, 12. As doações também chegaram a 14 hospitais de outras regiões.

Vale do Rio Doce: 40 cidades atendidas

Com relação ao número de cidades atendidas, o Vale do Rio Doce (40 municípios) foi a maior contemplada, seguida pela região Central (33), Centro-oeste (15) e Zona da Mata (10), lembrando que o Instituto possui campi em todas elas. Os vales do Jequitinhonha, do Mucuri, norte, sul de Minas e Triângulo Mineiro também foram contemplados (9 cidades, ao todo).

Matheus explica ainda que “o processo de distribuição foi realizado em três etapas. A primeira priorizou as demandas apresentadas por instituições das cidades onde o IFMG atua. A segunda e a terceira etapa iniciaram-se com uma coleta de demandas mais ampla. Instituições de todo o estado apresentaram suas necessidades e o IFMG atendeu a todas, realizando ajustes de quantitativos de maneira a equilibrar a demanda com o volume de produção do projeto”.

  

Veja o vídeo sobre as ações