Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Rede de Incubadoras Arquipélagos receberá recursos da Fapemig
conteúdo

Notícias

Rede de Incubadoras Arquipélagos receberá recursos da Fapemig

Iniciativa vai potencializar o desenvolvimento de projetos de pré-incubação e empresas incubadas nos ambientes de inovação do IFMG.
publicado: 06/01/2022 12h10, última modificação: 06/01/2022 12h10

O IFMG foi contemplado na chamada pública 08/2021 da Fapemig com o projeto "Rede de Incubadoras Arquipélagos”. A proposta aprovada possibilitará ao IFMG investir na gestão e atuação dos seus ambientes de inovação, fomentando a cultura empreendedora interna e externamente.

Financiado pela Fapemig com contrapartida do IFMG, o projeto busca fomentar e auxiliar no desenvolvimento dos 11 ambientes de inovação do IFMG nos campi: Bambuí, Formiga, Ouro Branco, Piumhi, Sabará, Ibirité, Ribeirão das Neves, Ouro Preto, Itabirito, Ponte Nova e Congonhas. Além disso, a proposta vai potencializar o desenvolvimento de projetos de ideação (pré-incubação) e empresas incubadas nos ambientes de inovação do IFMG, por meio de capacitação, apoio e consultoria para o desenvolvimento dos empreendimentos e da inovação.

Recursos

Foram solicitados e aprovados R$499.490,00, sendo 11 bolsas para o coordenador do ambiente de inovação e 11 bolsas para um aluno durante 18 meses. Além de R$50.000,00 destinado à capacitação da equipe, R$49.949,00 serão utilizados para compra de notebooks para cada um dos ambientes de inovação como contrapartida obrigatória.

Segundo o chefe de setor de incubadoras do IFMG, Gérber Lúcio Leite - responsável pela proposta, ao lado do coordenador de Inovação, Norimar Verticchio -, a aprovação desse projeto "vai contribuir para a implantação da gestão dos ambientes de inovação, possibilitando a formação de equipes mais capacitadas, qualificadas e habilitadas para execução das atividades necessárias para atingimento dos objetivos propostos". As equipes da Rede de Incubadoras Arquipélago, formadas por um professor e um aluno em cada campus, vão operacionalizar os 11 ambientes de Inovação com a gestão baseada no modelo de gestão Cerne 1 - que dissemina práticas promovendo a geração sistemática de empreendimentos inovadores de sucesso.