Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Tese de doutoramento de professora do Campus Sabará concorre ao prêmio CAPES
conteúdo

Notícias

Tese de doutoramento de professora do Campus Sabará concorre ao prêmio CAPES

A pesquisa, realizada entre 2014 e 2019, ainda concorre à premiação de melhor tese da UFMG. No início do ano, a produção foi aprovada para publicação em revista internacional.
publicado: 26/06/2020 17h51, última modificação: 26/06/2020 17h51
Pesquisa desenvolvida pela docente concorre a dois prêmios neste ano

Pesquisa desenvolvida pela docente concorre a dois prêmios neste ano

A professora do Campus Sabará, Bárbara Regina Pinto e Oliveira, defendeu em 2019 sua tese de doutorado intitulada: "Alocação de leitos de internação com o uso da abordagem de Otimização via Simulação".  A pesquisa foi realizada entre 2014 e 2019 dentro do Programa de Pós-graduação em Engenharia de Produção da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). O trabalho foi orientado pelo professor Luiz Ricardo Pinto e coorientado por João Antônio de Vasconcelos, ambos da UFMG.

Segundo a professora, “a abordagem foi aplicada em uma das macrorregiões de saúde de Minas Gerais, trazendo uma metodologia que se configura como uma alternativa aos métodos empíricos e suposições simplistas aplicados atualmente”. Ainda segundo a autora, "os resultados demonstram a capacidade da metodologia proposta em encontrar soluções eficientes ao sistema estudado, que buscam otimizar as taxas de recusa e o custo dos leitos e reduzir os problemas agravados pelo planejamento ineficiente deste sistema, como altos riscos de infecção dos pacientes alocados em condições precárias, longas filas de espera por leitos e desperdício de investimentos públicos em recursos mal estimados".

Publicação internacional e outros destaques 

No início de 2020, o trabalho foi aceito para publicação no International Journal of Medical Informatics, importante revista da área da saúde, e agora concorre aos prêmios CAPES e UFMG de melhor tese. O trabalho recebeu elogios do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção. “A tese propõe uma poderosa ferramenta para os gestores do sistema público de saúde. O método desenvolvido permite analisar a utilização e a distribuição espacial dos leitos de internação, por meio de modelos de simulação e otimização. Também desenvolve métricas estratégicas e operacionais para apoiar o planejamento e redesenho da rede de saúde, visando a uma distribuição geográfica e econômico-social mais igualitária de necessidades de especialidade médicas e leitos saúde nos níveis de baixa, média e alta complexidade hospitalar, possibilitando, assim, uma melhor resposta a doenças originadas de evento catastróficos e epidêmicos, como a Covid-19”.

Também segundo a avaliação do programa, a tese traz um alto grau de inovação tecnológica e uma relevante contribuição social para o Brasil, o que justifica sua indicação ao prêmio CAPES e UFMG de tese de 2020. “Em um país como o Brasil, onde o planejamento da saúde pública tem um grande desafio pela diminuição do crescimento econômico, das grandes disparidades socioeconômicas e geográficas, agravado pelo rápido envelhecimento da população, são imprescindíveis estudos científicos para solucionar o problema do aumento de demanda por serviços e dos custos do sistema público de saúde, de forma a auxiliar os gestores públicos a melhor enfrentarem dificuldades em estabelecer prioridades na alocação de recursos”.

Fonte: Comunicação - Campus Sabará